Os links acima são de outros Blogs da E.M.E.B. Lauro Ribeiro

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Trabalhando com Poesias

D:\usuários\Gisele\havia aldeia web_arquivos\frame.htm

Reune os brinquedos que aparecem na poesia e a medida que vai lendo vai brincando.

Depois brinca com as palavras, rimando, cantando e criando outras poesias.
Convite

Poesia
é brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio,pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
que é água sempre nova.

Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?
José Paulo Paes


Confecção de uma joaninha com cartão de frutas.
Perguntas orais sobre a poesia.

A Joaninha

A Joaninha
com suas pretas pintinhas
e seu corpo de brasa acesa
é uma graça, uma beleza.
É a coisa mais fofinha
de toda a natureza.

Sabendo de sua beleza,
a Joaninha se olha no espelho
cheia de vaidade
e ajeita bem as pintinhas
como se fosse à cidade.

A Joaninha
tá gordinha,
mas dá gosto de ver,
dia e noite,
noite e dia,
não pára de comer.

A Joaninha
só tem grande medo
quando vê um passarinho.
Pra se salvar, a Joaninha
também tem o seu segredo:
solta logo um cheirinho
que tonteia o passarinho.

Elias José



Recados para Orkut






As borboletas
Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas



Brincam
Na luz
As belas
Borboletas



Borboletas brancas
São alegres e francas.
Borboletas azuis
Gostam muito de luz.



As amarelinhas
São tão bonitinhas!
E as pretas, então . . .
Oh, que escuridão!


Vinicius de Moraes





Leilão de jardim





RecadosAnimados.com-Cartoes-Animados

Quem me compra um jardim com flores?
Borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?
Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?
Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?
(Este é o meu leilão.)



Cecília Meireles



A minhoca


A minhoca
-Quem diria!
Faz a terra respirar.



Jardim que não
Tem minhoca
Pode ter falta de ar.
(Marciano Vasques)



Minhoca


Há furos pequenos
Por todo terreno
São casas, são tocas
Das finas minhocas.
Com tantos furinhos
A terra é tão boa.
Minhocas não furam
A terra à toa!
Maria da Graça Almeida


Após ler as poesias para os alunos, ir num lugar que tenha minhoca e construir um minhocário. www.neolatino.com.br/trabalhos/2005/minhocario.doc




As abelhas


A AAAAAAbelha mestra
E aaaaaaas abelhinhas


Estão tooooooodas prontinhas


Pra iiiiiiir para a festa.
Num zune que zune


Lá vão pro jardim

Brincar com a cravina

Valsar com o jasmim.

Da rosa pro cravo

Do cravo pra rosa

Da rosa pro favo Volta pro cravo.

Venham ver como dão mel

As abelhinhas do céu!
(Vinicius de Moraes)

Um comentário:

Fátima Feijó da Silveira disse...

Parabéns pelo trabalho realizado com poesias, mas ainda existe muito mais para ser mostrado, pois o trabalho que realizas é maravilhoso.