Os links acima são de outros Blogs da E.M.E.B. Lauro Ribeiro

domingo, 30 de novembro de 2008

Festa de Natal - Atividades desenvolvidas pelas alunas do Curso Normal do IEEES e a Professora Isabel Cristina Correa Araujo.




http://www.youtube.com/watch?v=7w2q3zo3mkQ
Porque O Pinheiro É Árvore De Natal


Corina M. P. Ruiz




Quando o menino Jesus nasceu , todas as pessoas ficaram contentes.



crianças, homens e mulheres vinham vê-lo trazendo presentes pobres e ricos



Perto do estábulos onde dormia o menino Jesus, num berço de palha, havia



três árvores : uma palmeira, uma oliveira e um pinheiro.



Vendo aquela gente que ia e voltava , passeando embaixo de seus galhos, as



três árvores quiseram também dar alguma coisa ao menino Jesus.



Eu vou dar a minha palma maior e a mais bela para que ela abene doce



mento o bebê, disse a palmeira.



-Eu vou apertar minhas olivas, o óleo servirá para amaciar os seus pézi



nhos , disse a oliveira.



-E eu? que posso dar perguntou o pinheirinho.



-Você? responderam as outras; você nâo tem nada para dar.



Suas agulhinhas pontudas poderiam picar o menino Jesus .



O pobre pinheirinho sentiu-se muito infeliz e respondeu tristemente:



-È mesmo ; vocês tem razão nâo tenho nada para oferecer.



Um anjo que estava ali perto escutou a conversa e teve pena do pinheirinho



rinho, tão humilde, tão triste, que nada podia fazer porque nada possuía



O lindo anjinho olhou para auto e chamou as estrelas.



No mesmo instante, elas desceram com boa vontade e foram colocar-se



sobre os ramos do modesto pinheirinho que ficou todo iluminado!



Lá no bercinho, dentro do estábulo , os olhos do menino Jesus brilhavam


ao verem aquela árvore tão linda !


É por isso que as pessoas , até hoje , enfeitam com luzes o pinheiro



na véspera do Natal.

Eu narrei esta história enquanto os alunos de Pré ao 3º Ano e a professora Fátima interagiam, realizando assim um teatrinho sobre a mesma. Chovia muito e foram poucos alunos na escola por este motivo juntamos todos, foi uma tarde muito proveitosa porque os alunos aprenderam porque o Pinheiro é a Árvore símbolo do Natal e também formaram duas equipes onde cada um ia no quadro escrever uma palavra que a professora Iracema retirou da história para ditar, venceria a equipe que acertasse a ortografia correta de mais palavras. As equipes emparam.

Teste

Para cada resposta A, você não vai ter nenhum ponto. Para cada resposta B, leva 5 pontos, e para cada resposta C são 10 pontos.
Some seus pontos e veja como está o seu comportamento:
De zero a 20 pontos, você precisa melhorar urgentemente.
De 25 a 45 pontos, o seu comportamento está mais ou menos. Dá para melhorar muito.
De 50 a 60 pontos, parabéns! Você é uma criança comportada. Continue assim.

video

domingo, 23 de novembro de 2008

Trabalho com Zero Hora ...

Trabalho feito com o uso do Jornal Zero Hora, onde cada aluno do 1º ano recebeu um.

NOME:_____________________________DATA:________________


RESPONDE:


1) Qual é o nome do jornal que estamos usando?_____________________________________

2) Em qual cidade do Rio Grande do Sul esse jornal é editado, essa cidade é a capital do nosso estado?__________________________________________


3) Há quantos anos esse jornal é editado?__________________________________

E a qual grupo pertence?_______________________________________


4) Qual é o endereço eletrônico desse jornal, ou seja, qual é seu site na internet?

________________________________________________________

MARCA COM UM X A RESPOSTA CERTA:

5) ZERO HORA é editado.

( ) mensalmente ( ) diariamente ( ) semanalmente


6) Qual o valor do jornal de segunda-feira a sábado:

( ) R$ 3,00 ( ) R$ 2,50 ( ) R$ 2,00


7)Qual dia da semana o jornal ZERO HORA custa mais caro e qual é o valor em reais:
( ) Sábado, R$ 3,00 ( ) Domingo, R$ 3,50 ( ) Sexta-feira, R$ 3,00


8)Sabendo-se que fazem 50 anos que o jornal ZERO HORA é editado no nossso Estado ( Rio Grande do Sul), esse número corresponde a:

( ) 15 dezenas ( ) 50 dezenas ( ) 5 dezenas


9)Qualquer jornal, além de ZERO HORA é um:
( ) meio de transporte ( ) meio de vida ( ) meio de comunicação


10) De acordo com o livro de Português que estamos usando em nossas aulas,qual escritor ficava fascinado com as gravuras do jornal (1910), e foi o que mais motivou ele para aprender a ler.

( ) Carlos Drumond de Andrade

( ) Monteiro Lobato

( ) Mario Quintana

Trabalho feito em 2006 com alunos da2ª série: saimos pelas redondezas da escola para observar as casa dos bichos, fotografamos e depois apliquei este trabalho.
Nome:_______________________________Data:________________________

Alguns bichos têm casas muito interessantes, podem dar ao homem lições de arquitetura .

Escreve o nome de cada bicho que construiu as casas abaixo:



____________________ _____________________ ____________________


Responde:

a) Qual casa tu gostas mais? Por que?

_______________________________________________


b) Qual material o camotinho usa para fazer sua casa?

___________________________________________________

c) Qual material a catorrita usa para construir seu ninho?

_________________________________________________


d) Por que o João-de-barro constrói seu ninho no alto das árvores ou em postes de luz?

________________________________________________


e) Será que a formiga é um animal útil ou nocivo ( prejudicial ) ao homem?

___________________________________________


f) O pica-pau é uma ave ou um inseto?
___________________________________


g) Escreve sobre a casa de um outro bicho que tu conheces:
__________________________________________________

Boliche multiplicativo (1ª série em diante)

Indicado para alunos da 1ª série em diante, o jogo ajuda a memorizar e a compreender a idéia da multiplicação e perceber que é possível utilizá-la para resolver outros problemas.

Material: 1 jogo de boliche, folha e lápis para anotar os resultados.

Meta: conseguir marcar o maior número de pontos por equipe ao final de 3 rodadas.

Regras:
1 - montar equipes de 4 pessoas

2 – Determine o mesmo valor para todas as garrafas, por exemplo, 7 pontos
3 – cada equipe organiza o seu jogo de boliche e a forma como irá marcar os pontos (desenho de garrafas, pauzinhos, etc.)

4 – em cada rodada, um jogador tem três chances para derrubar o máximo de garrafas possível

5 – quando encerrar suas três chances, independente do número de garrafas derrubadas, dá a vez ao próximo, que reorganizará as garrafas ao seu modo

6 – a rodada termina quando todos da equipe tiverem jogado

7 – ganha a equipe que tiver maior número de pontos ao final

Análise: Deixe que os alunos troquem idéias sobre como cada equipe se organizou para anotar os pontos. Peça para que registrem suas estratégias e que comparem as anotações entre os grupos. Então, relacione a contagem dos pontos às tabuadas. De acordo com Katia Smole, esse é um bom momento para você introduzir o conceito de anotação da multiplicação, checar se aparece o sinal X e apresentá-lo. "Ao mesmo tempo que joga, o aluno pensa nas formas de registro e sente necessidade de fazer isso de uma forma cada vez mais enxuta", explica.

ADIVINHA QUEM São ESTES?



Todos dizem que sou linda,


pois eu sou cheia de cor.


Vivo em festa e casamento,


e até rimo com amor!



__________________














Nem a chuva, nem o vento


me afastam do lugar.


Eu sou dura e até derrubo


quem em mim tropeçar!



______________________













As pessoas batem em mim,


batem na minha cabeça


e me enfiam na madeira,


sem deixar que eu apareça!



______________________













Já não sou mais um bebê,


isso eu tenho que dizer.


Eu ainda não sou grande,


mas eu sei que vou crescer!



_______________________














Já não sou mais um bebê,


isso eu tenho que dizer.


Eu ainda não sou grande,


mas eu sei que vou crescer!



_______________________














Numa ponta eu tenho o ombro


noutra ponta vem a mão.


Eu me dobro na metade,


iualzinho ao meu irmão!



_____________________







Eu sou cheio de letrinhas,


de desenhos e de cor.


Trago históris de bichinhos,


De aventura e de amor!



______________________













Adivinhou? Escreve o nome deles embaixo de cada verso. E desenha todos eles ao lado.



VAMOS COMPLETAR?


Faltam as três letras da palavra Mel em cada uma das palavras abaixo. Vamos descobrir todas.

A ABELHA gosta muito da Primavera, porque nessa época há muitas flores e ela sai cheirando todas que ela vê, para poder fabricar o mel.

___ O ___ ___ Z A


___ ___ S ___ A



C A ___ ___ ___ O



___ A R T ___ ___ O



___ O ___ ___ Q U E



___ S ___ E R A ___ D A



___ U ___ ___ T A



quarta-feira, 19 de novembro de 2008

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Projeto "Cidade que Protege"

PowerPoint com fotos da turma do Pré Escolar da E.F.E.B. Lauro Ribeiro no ano de 2007.


http://www.slideshare.net/guestbcc24f/tags/e-g-declara




Sobre o Projeto EDHUCA: "A Escola que Protege"
O EDHUCA: "A Escola que Protege" é um projeto de extensao da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) em convênio com a Secretaria de Educação Continuada Alfabetizacao e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação (MEC). O projeto tem como objetivo formar cidadãos para a paz, para os direitos humanos e para a cidadania, e fazer da escola um centro de identificação, prevenção e enfrentamento da violência (em todas as suas formas), contra mulheres, crianças e adolescentes
Objetivos específicos:
- A capacitação de profissionais do sistema da educação (estadual e municipal) e educadores sociais em Educação para os Direitos Humanos e Cidadania, através de um curso presencial de 80 horas-aula ministrado nas sextas-feiras (das 14h às 18h) e nos sabados (das 9h às 12h; das 14h às 18h) na Faculdade de Direito da UFPel. O Curso iniciou no dia 25 de abril, e encerra suas atividades em meados de julho. O conteúdo do Curso prioriza temas referentes ao enfrentamento da violência (em todas as suas formas) doméstica, escolar, etc. perpetrada contra mulheres, crianças e adolescentes.- Capacitação em Educação para os Direitos Humanos para os professores e educadores sociais das cidades que vão sediar o subprojeto EDHUCA: "A Cidade que Protege" (Arroio Grande, Capão do Leão, Morro Redondo, Rio Grande, Canguçu, Jaguarão, Pedro Osório/Cerrito, Turuçu), através de um Curso de 80 horas/aula que será ministrado na Escola referência de cada cidade, no segundo semestre do ano. Cada cidade acolhida pelo Projeto deverá criar a sua Rede de Protecao Social. A cidade mais engajada recebera o título: EDHUCA: "A Cidade que Protege". - A constituição da Rede de Proteção Social, com representantes do poder executivo, legislativo e judiciário, a fim de desenvolver atividades e ações voltadas para a proteção dos direitos das mulheres, crianças e adolescente; para o enfrentamento da violência contra estes segmentos; para criar uma cultura de paz e respeito dos Direitos Humanos e da Cidadania.- A realização de um Forum Regional contra a Violência na Escola e Doméstica, na cidade de Pelotas, com a colaboração dos "Coletivos Edhucadores", da Rede de Proteção Social, das cidades da Região Sul e da comunidade de Pelotas.A cidade de Pelotas foi dividida geograficamente em sete areas (Areal, Fragata, Zona Norte, Centro, Porto/Várzea, Laranjal, Colônia) onde estarão localizados os "Coletivos Edhucadores", que funcionarão em uma escola referencia do Bairro. Nas Escolas sedes serão desenvolvidas atividades educativas em conjunto com as demais escolas e os habitantes das comunidades. Os educadores destes bairros deverão participar do Curso de Capacitação em Direitos Humanos. Em cada "Coletivo Edhucador" funcionará, a partir do segundo semestre, a assessoria juridica popular do Projeto "Tribunos da Cidadania". A Escola mais engajada receberá, no final do ano, o selo: A "Escola que Protege".Conteúdo do curso de capacitação:- Educação em Direitos Humanos como um direito humano fundamental, considerados na sua universalidade, indivisibilidade e interdependência; - Efeitos da violência contra mulheres, crianças e adolescentes no rendimento e na exclusão escolar; - Bullying, discriminação, exclusão, subalternização, (in) visibilidade na subjetividade de estudantes e profissionais da educação e na estrutura das interações no interior da Escola; - Rede de Proteção Integral; - Identificação e encaminhamento de casos de violência contra mulheres, crianças e adolescentes; - Legislação nacional protetiva dos direitos das mulheres, crianças e adolescentes (ECA); - Constituição Federal (artigos 227 e 228); - LDBEN, Lei 9394/96 (artigos 2 e 3; PNEDH); - Plano Nacional de Politicas para as mulheres; - Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06); - Lei 11.106/06 sobre o tráfico de pessoas; - Lei 9975/00 sobre nos crimes em especie: submeter a criança ou o adolescente a exploração sexual;





Dia 08/11/2008 foi a abertura do projeto e estavam presentes o Juíz de Direito Ricardo Arteche Hamilton, a Juíza de Direito do Juizado da Infância e da Juventude de Jaguarão, Carolina Granzoto e o secretário de Educaçao, Dardo Marques Acosta.


A palestrante do I Módulo foi Stephane da Silva Silva. mailto:nehssinha@gmail.com


POESIA



O Direito das Crianças
Ruth Rocha

Toda criança do mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida.

Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.

Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos das crianças
Todos tem de respeitar.

Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.

Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir...

Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.

Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.


Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi,
Bola, bola,bola, bola!

Lamber fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!

Carrinho, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.

Um passeio de canoa,
Pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa...
Contar estrelas no céu...

Ficar lendo revistinha,
Um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha,
Um bom dum cahorro-quente.

Festejar o aniversário,
Com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos,
Dar pulos no colchão.

Livros com muita figura,
Fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura...
Alguém para querer bem...

Festinha de São João,
Com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão,
Com quadrilha e bandeirinha.

Andar debaixo da chuva,
Ouvir música e dançar.
Ver carreiro de saúva,
Sentir o cheiro do mar.

Pisar descalça no barro,
Comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro,
Noite de muito luar.

Ter tempo pra fazer nada,
Ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada...
Falar pelos cotovelos.

E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinho,
Sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.

Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito de ser feliz!

E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinho,
Sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.

Uma caminha macia,
Uma canção de ninar,
Uma história bem bonita,
Então, dormir e sonhar...

Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito a ser feliz.




Meus errinhos


A poesia Os meus errinhos de Pedro Bandeira nos faz refletir sobre nossa postura diante de nossas crianças.
















Está bem, eu confesso que errei.
Eu errei, está bem, me dê zero!
Me dê bronca, castigo, conselho.
Mas eu tenho o direito de errar.

Só o que eu peço é que saibam que eu necessito errar.
Se eu não errar vez por outra,
como é que eu vou aprender.
Como se faz pra acertar?

Pais, professores, adultos
também já erraram à vontade,
já fizeram sujeira e borrão.
Ou vai dizer que a borracha
surgiu só nesta geração?

Vocês, que errando aprenderam,
ouçam o que eu tenho a falar:
Se até hoje cometem seus erros,


só as crianças não podem errar?
Concordem, eu estou aprendendo.
Comparem meus erros com os seus.
Se já cometeram os seus erros,
deixem-me agora com os meus!

Mais respeito, Eu sou criança!
Os meus errinhos Pedro Bandeira Ed. Moderna p. 17


Tema : "A Violência"


TEXTO “O BICHO HOMEM"



Nunca vi bicho mais feroz do que o homem, animal que vive armado. Alguém já viu um cachorro de faca, de metralhadora ou de bomba? O cão, quando luta, sempre em legítima defesa, ou na defesa de seus amigos humanos, é na garra, é no dente. O homem, pouco confiado nos seus braços e dentes (a maior parte usa dentadura), inventou os meios mais terríveis de destruição. Nem gosto de falar. Tive um amiguinho japonês (cachorro bem entendido) que contava de duas cidades de seu país completamente destruídas por uma tal de bomba atômica. Trabalho de americano... Gente que dizem gostar muito de cachorro... Morreu gente e cachorro, naquelas explosões, de dar pena. Os homens se destroem de maneira espantosa e às vezes curiosa. Quando um mata um, é preso. Fazem discurso, falam muito, o assassino, conforme o caso, é condenado. Quando mata uma porção, ganha medalha. Torna-se herói. São as tais de guerras, que duram tempos sem fim. Sempre na base dos instrumentos poderosos de destruição. Nós raramente temos guerras, mas é sempre na base leal do corpo a corpo, do dente a dente. É muito mais nobre.



Orígenes Lessa



Escreva um texto pedindo ao homem, que combata a violência, a exclusão, o racismo, etc, pois violência não é só matar, é excluir, jovens, crianças, idosos, enfim, qualquer pessoa. Seu texto pode ser uma narrativa (parágrafos) ou um poema (versos).



Você poderá anexar ao seu texto uma ilustração que esteja de acordo com o assunto. A seguir há uma lista de palavras que pode ser usada por você, caso queira.



PAZ: amor, compreensão, amizade, cooperação, colaboração, união, entendimento, acordo, cordialidade, fraternidade, tranqüilidade, harmonia, sossego, vida...



GUERRA: ódio, rivalidade, desacordo, rixa, conflito, briga, atrito, luta, divisão, desunião, discussão, inimizade, morte...



"Releia sua produção de texto antes de entregá-la, observando a pontuação, a ortografia, a coerência (ou seja, se seu texto está com sentido, se você não pulou palavras ou partes da história), os parágrafos ou versos".



domingo, 16 de novembro de 2008

Vídeos

1º, 2º e 3º vídeo: Alunos da 4ª série/2008 na aula de Ed. Física (Basquete e Futebol).

4º vídeo: Apresentaçao da Banda Lauro Ribeiro em Jaguarao no ano de 2007.

5º vídeo: Dramatizaçao de um texto coletivo realizado na aula de produçao de texto com o 1º ano (A fada dos Desejos), professora Fátima é digna de muitos elogios, pois suas aulas sao maravilhosas.

video video video video

video

Curso ProInfo Integrado (LInux Educacional)





Curso de Introdução a Educação Digital - ProInfo Integrado. Formadora: Maritânia - multiplicadora NTE Região Sul - Pelotas/RS maritania.linux@gmail.com
O curso foi no I.E.E.E.S.
Após o curso começamos a aplicar com os alunos de Pré na 4ª série no laboratório de informática da escola.
Álvaro (3º ano) e Nathieli (2º ano).

Andressa e Dienifer (2º ano) com a professora Fátima.

Saymon e Cheini (2º ano).

Hérica e Thainara (3º ano).

Professora Carla Chaves (veterinária) dá aula no curso Técnico e está como voluntária na introduçao a informática para os alunos do ensino fundamental séries iniciais.

Alunos do Pré e do 1º ano comigo e com a professora Fátima no laboratório de informática.
Aqui está a professora Fátima com a aluna Alice do 1º ano visitanto este blog.

Lorenzo (Pré) e Vinicius (1º ano) visitando o blog da prof. Fátima http://escolalauroribeiro.blogspot.com/

Deivid (1º ano).
Nathan (Pré).
Gabriel (1º ano).

Kelvy (Pré) e Laíssa (1º ano).

Carla Gomes (1º ano) e Rafaela (Pré).
Alice (1º ano) olhando a postagem sobre o Projeto Memoriar.
Carla Gonçalves e Felipe (1º ano).
Nathan (Pré).



A professora Ana Helena do Curso Técnico em Agropecuária da nossa escola criou um gmail para cada aluno da 4ª série. Foi idéia dela para que as professoras que trabalham com a turma possam enviar e-mail para os alunos utilizando esta ferramenta nova na escola, visto que faz poucos dias que instalaram um laboratório de informática.






segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Gincana de 5ª a 8ª série e Concurso de desenho sobre os quatro elementos que formam o Meio ambiente

















Foi uma atividade muito prazerosa porque todos alunos participaram das atividades da gincana e também todos produziram desenhos lindos sobre os elementos da natureza (água, terra, ar e fogo).

O desenho vencedor foi dos alunos Guilherme, Eliberto e Ricardo da 8ª série.

Nesta manha a Assistente Social (Nara) da Granja Bretanhas distribuiu panfletos sobre como cuidar o Meio Ambiente.

Também teve a eleiçao para............ e os vencedores foram Luan e Luiza da 6ª série.